Passaportes

Naturalização Brasileira

Passaporte Brasileiro

A palavra passaporte teve sua primeira menção na constituição brasileira em 1981. Definindo que qualquer pessoa, de qualquer nacionalidade poderia entrar e sair do país em tempos de paz.

Os passaportes brasileiros são passaportes emitidos a cidadãos brasileiros e estrangeiros já naturalizados para que possam viajar para qualquer país do mundo. Eles são emitidos pelo Departamento de Polícia Federal no Brasil e pelas repartições consulares brasileiras no exterior.

Em julho de 2015 foi alterado o modelo de passaporte com reajustes em itens de segurança e valores.

Tipos do novo passaporte:

  • Azul: passaporte comum;
  • Verde: passaporte oficial;
  • Vermelho: diplomático;
  • Marrom: denominado “laissez-passer”, para viagens ao Brasil de cidadãos de países que não possuem relações diplomáticas com o Brasil;
  • Amarelo: para estrangeiros legalmente registrados no Brasil e que necessitem deixar o território nacional e a ele retornar; para estrangeiros refugiados, sem nacionalidade ou asilados no Brasil; e
  • Azul-celeste: passaporte de emergência.

Trabalhamos com assessoria para preencher todos os formulários e agendar sua data na POLÍCIA FEDERAL.

Tire suas dúvidas







    Passaporte de Urgência e de Emergência

    Cada um dos passaportes tem características próprias.

    Abaixo explicaremos qual ocasião pode ser usado.

    O passaporte emergencial é para aqueles que não podem aguardar o prazo legal estipulado para regularização, em finalidade especifica, mas diferente do passaporte comum este tem validade de apenas um ano.

    Poderá solicitar todo aquele estrangeiro naturalizado ou cidadão nato (com situação eleitoral e militar regularizados) e sem impedimento judicial de sair do país.

    A Polícia Federal entende como emergência quando a viagem for por motivo de:

    • Catástrofes naturais;
    • Necessidade de trabalho;
    • Interesse da Administração Pública;
    • Viagem imediata por razão de saúde do requerente, cônjuge ou parente até o segundo grau;
    • Conflitos armados;
    • Ajuda humanitária;
    • Proteção do patrimônio (exceto prejuízos com passagens, hospedagens etc.);

    Emergência que não pôde ser prevista e o adiamento da viagem causaria transtornos graves.

    Documentos para solicitar:

    • Documento de identificação com foto;
    • CPF;
    • Passaporte anterior (se houver) ou um Boletim de Ocorrência emitido pela Polícia Civil tipificando o crime (em caso de roubo ou furto);
    • Comprovantes de situação emergencial;

    Já o passaporte de urgência é para casos menos específicos quando você tem viagem marcada urgente, comprovando que não pode esperar o tempo necessário de regulação. Tendo o mesmo tempo de validade do passaporte comum (dez anos).